Seguidores

2008/01/20



A coragem do teu medo



Adoro este teu jeito de ter medo...
De furar o dedo, desespero do freio,
Do andar e atravessar a rua,
De passar do banheiro pro quarto enquanto nua.

De esperar outro coração emocionado,
De ter receio de ficar apaixonada
E não poder investir em mais nada,
De ficar longe da sensibilidade,
De falar a mentira em vez da verdade...

Adoro teus medos...
Eu sei, não são segredos,
São apenas esconderijo e pique – esconde.
Mas você amanhã irá pra onde?

Se em tudo está o medo,
Mesmo que não se tenha tal receio,
Ele se espreita num vagão apertado,
Só pra dizer: to do teu lado!

Tudo o que você queria ouvir
De um coração a ti entregado!

Adoro teu medo...
Uma maneira de esconder o sagrado
Que transpira pelos poros da alma
E se tornam em sangue, e não pode vigiar sequer um segundo,
Então vamos embora, por que todos têem medo...

Principalmente os corajosos!


Czar Dalma
Postar um comentário