Seguidores

2010/05/15

Hoje eu sei o que é o amor.

Hoje eu sei o que é amar!


Pelas pedras e pontes que passei
Nada me fez feliz ao lhe encontrar.
Beira mar, rotas de marujos, solidões.
Questões de quem já nem sei!

Pelas pedras rolantes que pisei
Meus amigos já não me visitam mais
A maldade é um porto e a solidão: Alcatraz!

Por mais caminhos lindos e belos que pisei...
Foi nos seus braços, sim que, me realizei!
Na pedra da saudade, frente ao mar...
Uma sereia me chama, com seu rosto...


Hoje eu sei o que é amar!




Czar D’alma
Postar um comentário