Seguidores

2010/12/20

Dying Young

"Dying Young"



Você acorda, põe o pé lá fora
Levanta a mão, crê ou discorda.

Lá vai outro sorriso
Você empresta beleza ao vestido
O vento vem e escova seus cabelos
E vejo que como tudo, ainda é tão linda.

Com meus olhos cansados
Brado! Rasgo pro lado, tímido sorriso.
A vida é bela e eu “dying Young”!
Dos amigos e de quem me ama, despedindo...

Voltando pro pó...
Abraçando do passado os nóis
Cama e cabana, tributos ao amor...
À Deus, a estrada e a fé! Quesito de quem ama!

Minha terra semeada por ti
Que a colheita seja o amor
Pois eu vou como tudo que sou...
Amado ou odiado, todo ancião morre jovem...



Pela tonelada de flores, amores... Que de sua fazenda terra, herdou!





Czar D’alma
Postar um comentário