Seguidores

2011/01/16

Sem chuva e com felicidade - Em memória das vítimas no Rio

"Sem chuva e com felicidade" 








Só hoje! Me liga... 
Desliza-me daqui!
Faça-me voar em “zil” milhas
Amar-te em negro e marfim.


Só hoje, me dê atenção
Esqueça os bares, amigos, rebanho e refrão.
Deita nessa cama... 
Acorde e sinta o perigo!


Só agora eu posso ser feliz
Em outras horas quase nunca quis
Então me beija e deixa a vida assim...
Com amor, beijo e chantili.

Ah, a felicidade...   
Não pode estar por vir
Ela começa agora! 
Basta você ficar, não fugir!


Só hoje a eternidade... 
Abro os braços pra saudade
Não quero o morro descendo, barro e gente indo...
Quero o Rio com vida e a vida sorrindo.


Então lanço mão aos céus, peço a Deus
Mais chuva ao sertão, menos volume aqui
Não quero a tragédia brindando
Quero crianças cantando...   


Por todo ano!



Czar D’alma



( Em Memória das vítimas da tragédia no Rio de Janeiro)










 Obs: Não criamos pela tragédia em si ou por sensacionalismo, Mas em memória dos

que foram e consolo aos que ficam e para que, 
cada um de nós
 possa fazer a sua parte! Obrigado!
Postar um comentário