Seguidores

2011/03/20

Abra a Porta

     "Abra  a  Porta"   






Abro a porta o vento me abraça...
Dentro de mim a saudade me avassala
Quero sua presença e fecho os olhos
Pra lhe ver, dentro de mim...


Abro a porta e a saudade entra...
Com seu nome embotado na consciência
Tempos idos em seus braços, memória e regência
A vida tem sua estrada e sua cadência...


Abro a porta e você me abraça
Quando os dias forem de volta
A gente sonha sem ter de ler a náusea
A vida sempre tem sua carência...


O vento roça meus cabelos
Minha lembrança traz sempre os seus beijos
Não quero da vida essa seqüência
Quero abrir a porta e poder sorrir e dizer...


A porta nunca mais fechará a saudade em minha face
Pois você faz parte agora e sempre da minha essência...
Quero abrir a porta de nossa existência
Como é bom saber que, temos alguma eficiência...


Quando a porta se fechar
A gente abre a lembrança da experiência
E diz um pro outro...
Volta logo e me faz capaz



De amar de portas abertas e de consciência!


Ah, sim você é minha essência!




Czar D’alma 
Postar um comentário