Seguidores

2011/03/11

Pela Escuridão

    "Pela  Escuridão





Te faço coisas pra você ler, e esqueces...
Te mando um monte de besteiras legais
Coisas que mentindo nos adormecem
Seja mais um dia ou noite, te quero aqui


Seja o dia mais doído, seja a lua mais intensa
Tua coisa em minha cuca, sempre me atormenta
Esperando coisas e cartas suas, aluguei o carteiro
Tu sais e choro triste, pela lágrima do chuveiro...


Me chamam, de muita coisa, mas esquecem do ermo
Sou o colágeno mais eterno, sou do amor o primeiro termo
Atrás das sombras eu me deito a abraço o travesseiro
Sou uma eternidade nua, sou o estandarte, carnaval e Rio de janeiro!


Uma nota de sua boca e me desvencilho do mundo
Pra tomar um beijo seu, sou capaz de mudar a rota de Hebron
Sou capaz de sair nua do chuveiro
Gritar teu nome em latim sair na rua de moletom...


Ah eu sou o Jobim sem seu tom
Quando você sai...


E me deixa à escuridão!



Czar D’alma

Postar um comentário