Seguidores

2011/05/21

Minha Velhice

            "Minha Velhice"    



          



O tempo voou e você em mim ficou
As épocas varrendo a juventude e o amor
Dei tudo em mim e assim, te guardei em flor
Um jasmim nobre pra mim, minha cor.


O tempo não vem, mas leva em sabe-se lá quem
Na cólera e na lida, nem é bom ficar sem ninguém
O tempo veio e nos deu idade e mais ainda deu
Abrimos o baú dos tempos vossos... Coisa linda herdou


Tu a minha musa, a vossa e a bossa vingou
Em meio aos nossos amores tudo o mais brotou
Em flor de filhos, em cascalhos... Aos nichos vedou
Eram as correntes dos dias da velhice rica. Cachimbo apagou.


Parte o marido fica os doloridos e lindos brilhos
Aonde eu caibo todas as manhãs...
Comendo chás e balas de hortelãs
Meus pecados e minhas maçãs...  Saudade do meu velho ficou!


O tempo passa não abraça, deixa ir
Sem mesmo sabermos que um dia



Começou!




Czar D’alma 


Postar um comentário