Seguidores

2011/05/26

Ontem

            "Ontem"      



         




Ontem eu vi um mundo todo se descobrir
Ontem eu tentei parar sem sofrer e deixei de rir
Ontem eu tinha a vida que, nem sabia como digerir
Ontem eu fui e voltei do melhor que havia em mim!


Ontem as crianças e suas cirandas faziam apenas sorrir
Ontem os cadernos eram as nossas únicas preocupações
Ontem era o pesadelo do próprio verão
Ontem a gente imaginava o terror das estações...


Ontem eu não pude ser feliz
Aprendi que o melhor é agora e aqui
Onde os sonhos nascem e vingam
Ontem os amores nada tinham.


Os tempos arrancam o ontem de dentro de mim
Mostrando as flores e as dores que, haviam de vir
O céu rebuscado, o amor mal interpretado o porvir...
Em cima de meus medos que, não iriam nunca me ferir


Ontem éramos os deuses e os gregos
A filosofar que a vida, seria assim ou assim...
Os pares perfeitos, os amores desfeitos
O ontem nem pode imaginar como se daria aqui


Ontem a mesa posta o desemprego fantasma
Cada frase uma esperança, cada momento uma dança
Ontem as espinhas era o papo a discutir
Hoje a vida é bem mais do que se pode pensar ou pedir


Ontem os dias eram cinza e as noites febris
O beijo da namorada sempre perfeito sem cárie
Hoje a coisa aberta o programa e trabalho em série
Ontem eu via as coisas, mas foi no hoje que elas iriam me sucumbir


Braços abertos, pais e filhos, domingos e dias de paz
Ontem fazia a vida prometer o que, hoje ela não faz.
Ontem eu amava meus lírios e os vales
Hoje nem sei onde planto meus avatares...


São tantos entre ontem e hoje
Que prefiro nem decidir
O que é a proposta
E o que a esperança...


Deixa a vida mentir.
Isso foi ontem,
Mas hoje as crianças cresceram
E não mais se fala de que será de mim.




Aqui ou ali!




Czar D’alma 


Postar um comentário