Seguidores

2011/05/24

Quase Casal

           "Quase Casal"      



      


Abre a noite e as lágrimas caem
Em forma de todo amor
Com as chuvas que, não satisfazem
Não sei o que sobrou...


Abre a noite e as coisas vem não passam mais
Deita forte com ela, suas lembranças de tempos atrás
Os mundos que derramamos, amor se foi e se desfaz...
Ela foi embora nem levou o que, deitamos em restos mortais


Abra o mundo fecha a porta, veremos os filhos depois
Os mundos que brotamos, foi vida enquanto durou...
Hoje eu planto minhas vinhas e bem sozinho, feliz
Nem sabemos o que deste amor, provamos! Acabou!


Ela saiu pela porta, ele pelos fundos...
Ficaram suas breves lembranças e que mundo!
Onde éramos quase nada e nunca tampouco o tudo
Éramos de nós mesmos, o início, fim e o lado, mais absurdo.


Saímos e deixamos pra trás,
O que nunca se deu por completo
Onde ela era a frase...
E ele o verbo!


Quase um amor, quase um casal
Versículo desconexo...
Um era o côncavo e ou outro
Nunca o convexo.


Mas sim o



Inverso!




  
Czar D’alma 


Postar um comentário