Seguidores

2011/05/07

Via Mãe

            "Via  Mãe"  





 
Pelos momentos daquelas febres
Enquanto eu era ainda o bebê
Dos dias de chuva e o abraço tenro
Minhas birras, meus ilustres momentos ingênuos!


Por cada dor em seu corpo pra nascer
Por querer inventar o caminho a fazer
Das crianças que, ainda nem sabem dizer
Meu muito obrigado, por tua vida eu nascer!


Das mães embaixo de viadutos
Pelos homens jamais que, encaraste até no luto!
Dos filhos que cheiram cola às suas mães sem escola
Pelo amor de Deus que, cravou em seu leito meu futuro.


A cada mãe que feliz, sorrindo o filho que veio
Das mamães perdendo seus filhos em lágrimas
Onde Deus ouve a cada mãe que, não deixa sua prole
Na desesperança dos homens deste mundo...


As Mães... Corações eternos e divinos
Quando o filho não nasce, ela crê...
Que Deus pegou o melhor pra Ele
Sem nunca ao aborto ter que perder.


Mães são expressões de um Deus absurdo
Onde nasce o sensível, o poeta e o bruto!




Czar D’alma  -  Escritor & Poeta.



Postar um comentário