Seguidores

2011/06/04

Como Se Fosse Pela Primeira Vez

            "Como se fosse pela primeira vez"   




     



Hei você ainda não me ouviu
Festa, noite, beijo e lua
E a vida que, o amor pariu
Momento lindo e amor você ainda não viu


Então eles são românticos e nem sei
Eu tava calado, mas agora voltei czar de vez
Não quero comparar a lua e o beijo burguês
Andam falando que do amor e dizem que não sei


Desde onde eles estavam quando
Foucault me embriagou de ano em ano...
Essas canções que nunca compramos
O medieval e o romance que façamos.


Desde que lhe vi como a primeira vez
Te amo sempre e todo dia me apaixono
Conquisto todos os dias das coisas que somos
Roubando flores disparando pelos canos


O poeta assim voltou de vez
Todo mundo é romântico
Mas eu te conquisto a cada dia
E nem espero começar seu triste cântico


Velas, jantares, me prosto em meio à estrada
Componho versos da Verne da namorada
Dias de sol, eu deixo não saio com a rapaziada
Quero o mundo e dou a ti como expressão não exata
Do amor seu que conquisto sempre em meio a navalha


De lhe perder em meio aos planos
De amar a tua amnésia e seu lado soprano
Sou o homem que te ama a cada segundo do ano
E vou assim, te amando, amando, te conquistando


Como se fosse à primeira vez
Dou-te as fragatas do Vasco da Gama
Eu sei tu de mim a cada dia se esquece
Mas eu te mostro o poder do amor que amo


Como se fosse pela primeira vez
Te dou o meu mundo pois sem você
O meu mundo não tem sonho ou plano
Vou me despindo, me entregando te amando...


Como se fosse pela primeira vez
Não me importo pelo seu medo e tez
Eu me dou a cada por do sol eu sou freguês
De seu percurso que, ainda é lindo e humano


Como se fosse pela primeira vez
Dou as rosas das rosas que ainda nem plantei
Assim é o amor do amor que todo dia eu plantei
Sonhos, beijos e tu de mim se afastando, mas eu vou


Te amando como pela primeira vez
Toda sentença é para mim a esperança
De mostrar o poder do amor que ainda somos
Um de dia, outro a noite e vou assim me recompondo


Mas todo dia será dia de amar
Como se fosse pela primeira vez
Se esqueceres de mim hoje
Amanhã te conquisto “Again” de vez!”


Eu sou assim esse romântico que não compramos
E não tenho medo da Memória sua que, desatinamos
Amanhã eu acordo você e te reconquisto
Ao amor que jamais sonhamos...


Como se fosse pela primeira vez
Uma a mais dentre todos os anos
Mas deixar você esquecer tal amor
Jamais deixarei pelos anos que dou e somos!


Todo dia te amo



Como pela primeira vez!





Czar D’alma 




Postar um comentário