Seguidores

2011/06/05

Tua Agenda

            "Tua Agenda"    



         







Você sempre faz seus planos, mas nunca me inclui
Eu andei arrazoando minha memória me dilui.
Carro, beijo net e fone, mas descubro que sua agenda
Não cabe nem sequer meu singelo nome


Ando em dias sempre azuis
Minha liberdade dos meus passos
São os pássaros que um dia eu fui
Do meu pobre coração, o seu nome é o compasso.


Faço feiras, vendo sonhos
Acordo com lágrimas e me componho
Mas quando abro a minha agenda
Se não te vejo, fecho os olhos, jazo em algo medonho


Mas de seus amores tenho paz
Sei que o amor que eu um dia dei
Não haverá algum sequer perto jamais
Um dia tu me dirás tudo aquilo que eu sei


Vou pro canto, canto só
Disfarço quieta e olho o mundo
E não entendo como sou uma canção
Que ao seu lado, nunca sai em dó menor.


Pare não me digas das mentiras que eu fui
Me diga das vossas idas, lidas, apreços e quilhas
Em que ilha me deixaste e qual o valor da guerrilha
Se o amor, não te compraz, sua vida é sem luz!


Ando sempre atrás de tua agenda
E um dia eu me ponho lá
Quando em quando tu acordas
E percebas que, ainda nem aprendeu como amar


Se te esqueces e não te vingas
E se dobrares ao menos um segundo
E se olhando me quiseres, não tenhas medo
Vou correndo, digo deixa disso, e tu entras no meu mundo.


Deixas tua agenda nas mãos dos desesperados
Me faça em mim a mulher que ao seu lado fui
Então eu me desabo, desabafo, perco dote e rebolado
Se deixares acordar todos os dias...



Bem quietinha ao seu lado!




 
Czar D’alma



Postar um comentário