Seguidores

2011/08/17

Teu Legado

            "Teu Legado"   








Aonde esconder esse legado
Essa coisa louca que me deixa
Em verdes prados
Em mentiras doces em pratos...


Aonde rever o teu desejo
De não ter o céu e o inferno
Pra poder se esconder
Quando minha flor arde, por você

Por entre os rios de mim
Onde eu sou a maresia e o fim
O início gelado que aquece serafim
Eu sou assim...


Amada por você
Eu vou até descer a lavoura
E esquecer-se da cabeça
O que me faz ser tua amadora


Eu sou assim...
Tu pega e faz de mim
O seu prato o seu deslizar
O querer em não parar de desejar...


Amar até o fim...





A mim!






Czar D’alma




Postar um comentário