Seguidores

2011/09/29

Descendo a Ladeira

            "Descendo a Ladeira"




                    




Descendo ladeira, esculpindo meu destino
Olho a ribanceira dos desejos, alguns comigo
Velejo entre sonhos e não assisto ao perigo
Quando estou sem ti, assim, vou sozinho


Adornando os meus dias me vejo só
Abraçando as crianças, tios e avós
Eu sei a vida esta recitando suas canções
Mas, isso só é possível, aberto os corações...


Desço a ladeira, subo até o céu
A cada descoberta vislumbro-me ao léu
De popa a poa a gente anda em ninhada
São os sorrisos dos amigos que, nos ensinam a jornada


Então é mais um dia e outro amor nos vêm
Quando estou contigo, não vejo mais ninguém
Abraçando a menina, esse bardo me aborda
E assim se caminha a humanidade cada um com sua estória.


Descendo a ladeira e voltando pra casa
Tudo é mais suave quando ao lado um amor
Seja o vento na face e no corpo o calor
É hora de vestir do mundo em sua brasa.


Eu tenho esperança é na estrada
Quando os passos somem e os homens
Não desvendam o véu das nuvens
E nem de suas jornadas.


Quando o ar nos falta
E a alma insiste a caminhar
Querendo um amor, um amar...
Pondo os pés na calçada que a vida nos 




Dá.








Czar D’alma  




Postar um comentário