Seguidores

2011/09/11

Lava-me

            "Lava-me"    





                          





Me lava com essa água
Deixa essa saudade ir
Quero a coisa mais aberta
Nunca mais mentir se permitir


Lava-me com essa água
Meus cabelos hão de chorar
Com toda a lembrança e confissão
Antes, durante e depois do altar


Eu sonhava ser feliz por lhe ter
Imaginei meu mundo sem ter de sofrer
Mas agora que me lave a água
Pois da verdade tenho sede e prazer


Senão fosse dessa água
Meu corpo sujo então
Mil mentiras contaminadas de seu corpo
Nunca, jamais iriam me abandonar na aflição


Quando a água enfim me lavar
Vou tomar meu rumo e contigo
Jamais quero me encontrar


Sendo a minha própria verdade
Com a consciência salutar.


Pra entender o que eu digo
Deixa seu parceiro sair com outra
E contigo no seu corpo lhe sujar


Entenderão a minha dor...
Mas nunca hão de me 





Julgar.



 




Czar D’alma 



 
Postar um comentário