Seguidores

2011/09/13

Pela Lágrima

            "Pela lágrima"



                    





Por que essa lágrima me invade
Quando nada da dor deixei entrar
A vida que me abandona
E seu amor que, não quer me consolar


Por que essa lágrima, não me deixa sorrir
Os muitos dias que abracei o mundo, a vida, os sonhos...
E tudo que, escorrendo pelos dedos foge de mim.


Por que essa lágrima sempre a um passo do riso
Eu vejo crianças sem roupas, homens mentindo
Mulheres sem dignidade e um monte de gente se consumindo


Erguendo um mundo, destruímos quem somos
Eu sei o homem Foi à lua e o que, enfim nos tornamos
Por que essa lágrima escorre dentre os carros, seus canos
E o dinheiro vendendo o que, ainda sequer na vida plantamos.


Por que essa lágrima e por qual sonho lutamos
Eu vi a menina de saia em meio à rua, comprando enganos
Em cada rosto uma lágrima do vil metal
E a coisa vil que em si nos tornamos...


Eu sou da vida o sonho e o plano
Mas as lágrimas não mentem
E nem vivem de engano.


Ou será que só eu,
Dejecto o fato 




Profano?







Czar D’alma




Postar um comentário