Seguidores

2011/12/12

Caminho do Vento

            "Caminho do vento"    




                           







Deixa só
A tristeza caída em regaços
O meu corpo em nota dó


Deixa bem...
O sorriso da matilha ao frio
E o frio na alma de ninguém



Deixa quieto
Esse meu silêncio gritante
Essa coisa que arde em mil anos
E a gente vive por segundos e instantes.


Deixa o mundo sorri,
De seus sonhos vá atrás
Quando o medo invadir
A esperança há de se tornar veraz


Deixa que o tempo ensine
Ensine a si mesmo enquanto é tempo
Dê tempo pra que todos se encontrem
Mas não se perca no caminho do vento


Pois quando as crianças brincam
Os adultos sonham enquanto era seu tempo
Pois na vida o rumo e a estrada
Não se perdem e nem pedem por sequer


Um momento...
Ela há de se fazer ao vento


Na canção da esperança
E da curva o 



tormento.





Czar D’alma 





Postar um comentário