Seguidores

2011/12/20

Quando as flores calam

            "Quando as flores calam"      




                              






É quando as flores calam que grito
O teu nome é a rua onde meu rumo
E meu dia, toma o lugar do infinito.


As sombras da vaidade esculpiram
Uma frase pra eu poder ser ouvido por você.
Pois quando as flores calam
Eu ainda tenho muito por dizer.


Sexta, quarta ou domingo...
Seu sorriso ao meu lado
É o que preciso e sinto
Quando na alma ainda insiste o frio.


Eu tomo banho no rio
Mas eu adoro amar é no mar...
Quando as flores calam
E o amor não deixa de gritar.


Pois quando o mundo sorri pra mim
Sempre tu nele hás de estar.
Flores caladas e o amor pra 




germinar...








Czar D’alma




Postar um comentário