Seguidores

2011/02/19

Mil Mágoas

  
"Mil  Mágoas"










Essa sua dor, por favor, retire
Põe lá o meu amor
Me diga o que farei
Pra levar-te aos delírios.


Guardei um sorriso seu, na alma
Comprei um monte de sonhos
Pra nossa aurora de beijos matinais...
E os anseios pra lá dos ancestrais!


Me diga uma lágrima solta de paz
Que por sua felicidade vou atrás.
Rompendo a manhã nos seus braços
Castigo e pecado é não estar do seu lado.


Tira essa tristeza vã
Vem comigo ouvir Djavan...
E lá pelos nossos delírios e êxtases,
Seremos u’a alma só, incesto e irmã!


Cala a boca da tristeza e me tira essa roupa inimiga
Dos meus mais nobres e sujos desejos...
Me ame.
Me xingue em outros idiomas
Me chame de kamikaze
E declina sua tez em mim!


E da vida, cuspa as lágrimas
O mundo tem mais que mil mágoas
Me beije não na minha nádega
Eu ainda não despi a sua dor...


E quando acordar me deixe te abandonar...
Antes de você me ver sair.




 Czar D’alma


Aquele Álbum

 "Aquele  Álbum"





Aquele álbum, as fotografias...
Momentos lindos, almas em alegrias!
Despejos de risos, soma de euforias
Ainda nem tinha visto a foto da menina...


Aquele álbum lindo! 
Aqueles momentos eternos...
Minha saudade é seu corpo
Minha herança sonhar-te por perto.


Aquele álbum riu e me fez chorar!
Deu-me lembranças que ainda sei amar...
Até que viram sua foto e me perguntaram.
Por que esta alma sumiu 


E nunca a vi do seu lado!


Os dias não serão de sol, 
nem a noite de luar...
Quando estendo os olhos ao seu lindo avatar
E tenho que amanhecer e entender,
Que a vida é assim!


Com tempos de lágrimas e outros esperanças
Pra que se saiba, quando é melhor sorrir...
E quando e tanto a alma nunca se cansa...




De amar e querer!
 





Czar D’alma

2011/02/17

Esperando Por Você

  "Esperando  por  Você"












Hoje estou nascendo, sangrando, morrendo...
Chorando, corando, amando, doendo.
Vivendo, doando, sorrindo e indo
Tudo por seu sorriso, que lindo!


Hoje eu to uma pilha
Você distante, meu sonho sua voz
Minha sina, seu sono
Me deixo e me abandono!


Há tanto tempo “Nós!” é o meu plano
E cada dia e hora que passa
Eu vou me enganando
Morrendo, amando, sofrendo...


Por um gesto seu...
Atravesso o oceano
Ainda tenho tempo
Pra dizer que te amo!


Mas na segunda você acorda
A vida seguindo te leva no vento...
Eu acabo de novo nascendo
Esperando por você!




Por Você!
 



Czar   D’alma



2011/02/16

Quase Amigos

   "Quase Amigos"





Suas palavras, sua boca, sua coisa...
Tudo tão perto e lindo...
Quieto, não agüento quero ser seu objeto!
Me leva daqui, me dá um beijo não na mão.


Escrevo coisas lindas e loucas, esperando como um cão
Abanando o rabo e querendo carinhos, desejos e excitação...
Posso parar em um segundo
Mas não me faça perder de ti a visão


Desse monumento
Essa coisa chamada desejo
Essa sua boca
Esse meu medo.


Quando agente ri
Finge que é amigo
Mas na verdade...
Queremos nos despir.


Verdade e mentiras
Pra outros que passam
Um dia ainda acordo
Com seu beijo em meu colchão.





Você é linda demais e como foi bom!

 


Czar D’alma

2011/02/15

Obrigada Pelo Amor

 "Obrigada pelo Amor"








Dessas paredes mudas
Esses móveis calados
Das lembranças dos ventos...
Coisas lindas e soltas por dentro.


Dos dias sem voz
E da noite em boca.
Guardo momentos nossos
Aquela sua voz rouca


Meu minuto é uma eternidade
Quando você está distante, pelas vaidades
Minha vida continua e quando você foi
Levou o que restava dela...


Mas eu ainda tenho um sonho
E um monte de fotos nossas guardadas
Pra lembrar que fui feliz e amada
Pelo homem que, me cortejava...


Meus cabelos sentem tua saudade
Dentro dessas paredes de silêncio...
Agora tenho um mundo de liberdade
Mas sem você nada me liberta de verdade.


Quero aquele beijo...
Quero a sua voz sussurrando-me
Uma noite eterna de amor
A me perder pela minha vã castidade.


Desse meu silêncio
Sua voz ecoa minha sentença...
Meu mundo não tem voz,
Pois só quero a sua vez e tez.


Obrigada pelo amor!





Czar D’alma

2011/02/14

Estrelas em Lágrimas

  "Estrelas em Lágrimas"







Bem... 
A noite cai, estrelas desabam
Com lágrimas. 

Nem sei mais...
De mim!

Bem... 
As brigas e beijos
Não são tudo que somos


As maneiras mais tímidas
Já nos amamos...


Bem... 
Fica comigo!
Que a noite derruba estrelas em lágrimas


E o que, Será do Equador 
com linha presa á cintura?
Por medo e alforria e amor!


Fica comigo, desfaz as malas...
Cabe sorriso em vez de lágrimas!
As estrelas caem e você...
Nem me disse nada!


Me ame, me beije, me abrace...
A noite cai 
e o frio me agasalha!


A vida sorrindo com os amantes...
E agente nessa gota d’água?


Fica!


 
Czar D’alma

2011/02/13

Quase Elogio

  "Quase Elogio"








Quase te fiz um elogio...
Frente a tudo e a todo, ficaria aqui no meio
Distante de mim, perto de ti, me sinto sem freio...
Ah, dama linda, raio em meio á luz!


Quero poder produzir-te amor,
Compor-me dos deuses...
Sua cara, sua boca, tudo desejo breu


Mas chegas e iluminas coisas minhas e me deixas aos risos plebeus.
Quando acordo, procuro sua foto, uma coisa sua que me preencha
Atento, vou a tudo e só te encontro 
Em mim, em mim, em mim...


Ah eu to morrendo de saudades dos beijos que nunca foram
To querendo o rio das correntezas, as flores e as noites avessas...


Eu to te querendo pra lá do fim!
Quando em quando, estarei
Sempre procurando por ti.


 Em mim!



 Czar D'alma