Seguidores

2012/12/14

"Sem Entender"

Sem entender        (Czar D’alma)
 
 
 
Eu só queria saber o preço da maldade
Quanto custa a sua traição
Por quantos engodos tua alma se refaz.
 
Eu só queria saber de qual sabor
Sua língua degusta quanto esta a difamar
 
Eu não entendo de muita coisa...
Mas nada disso eu me declino a aprender.
Por que as suas maldades te corroem
E apenas a tua ignorância pode sorrir
 
Por que os dias não fazem médias, nem dão horas a mais
Pois, para a sua cama há de ter algum remédio.
Para que, de alguma maneira tu te faças esquecer.
O quanto tu pagas para que o outro jamais tenha paz ou prazer.
                                                                                                                               
Eu só sei que quem pode mudar a cada e toda história...
Jamais se agrada, quando te percebes assim em seu ser,
Híbrido de esperanças, mas ébrio de mentiras, máscaras...
E de seu próprio jeito de fugir e sofrer.
 
Czar D’alma – poeta e conservo
 
 
Postar um comentário