Seguidores

2012/12/13

"Uma   Mulher   Desvendável"  ( Czar D'alma )  
 
 
 
 
 
 
 
Ela desvenda sonhos...
Depositei-me a mim mesmo em sua esfera
Na esperança de ser desvendado.
 
Mas todos os dias ela ia de lado a lado
Procurando jarrões de felicidades, abraçando elogios soltos,
Vestindo em si a infâmia dos homens em maldade.
 
Mas eu estava lá, a procura de um sorriso, um capricho, um toque.
E quem sabe... Um beijo.
 
Sonhei todos os dias com um beijo seu...
Desta mulher que desvendava sonhos
Mas, nunca foi capaz de desvendar o meu, por amá-la guardada em sete chaves.
Nas esferas dos meus anseios e labirintos de seus medos...
 
Ela jamais me desvendara, mas eu hoje sei que mulher desvendei ...
Aquela que me fez esculpir sonhos e detalhar felicidades como ninguém jamais fez.
 
Ela me desvendou e jamais comigo disse palavra desvendáveis, porque desvendável
São sonhos e os impossíveis são espinhos de um jardim que, quase nunca precisamos...
Salvo quando estes são doces como um beijo de quem realmente nos desvenda.
 
                                                                                              Czar D'alma.
 
Postar um comentário