Seguidores

2013/03/23

“O fato” – Czar D’alma.


 “O fato” – Czar D’alma.




“O fato” – Czar D’alma.


Que a vida seja doce em tua boca
Que o delírio seja eterno
Como o fogo de tua pele
E o meu inspirar em teu corpo sem a roupa.




Que a canção seja bela e suave
Que as crianças tenham seus lares.
Que o ébano cante leve e lindo
Cantado seja o amor o vosso hino.

Que a mentira saia de teu caminho
Que seja forte o motivo de viver
Desde o tempo que éramos meninos
Quero agora não mais morrer, quero estar sorrindo.




Deixa fora o deserto de teu ser
Canta e corra enquanto pode viver
Vou abrir meus braços em sinal
De quem quer lhe receber.

Acorda-me Baby, acorda o acôrdo
Lembre que aliança pura é conforto.
Que os dias sorriam
Que a vida alivie
Que doce seja o teu tine
Que a pele se afeiçoe
E a doçura lhe comprime.




Eu vou fazer nossa casa de vime
Quero vencer, mas muito mais
Quero lhe ver no meu time
Isso em nós tudo define.

Ameaçe a maldade com o bem
Seja a pessoa a quem ama
Seja tu mesma e seja alguém
Preciso mais de ti do que outros cem.




Eu não vivo sem mim
Eu não vivo com ninguém.
Quero o teu beijo agora
Quero adormecer ao teu lado a qualquer hora.

Não deixe a solidão lhe acompanhar
Sem que eu não esteja ali
Perto de nossos medos a gente canta
Pra que tudo venha sim, sumir.




Eu e você não precisamos de mentir
Não precisamos lutar, acordar
Ou mesmo um com outro dormir
Eu só  preciso é de ti

Quando estou só
Você não está ao lado
Quando eu sou gemido
Tu és o meu lado saciado.




Tu que és minha proteção
Se eu sou as cordas...
Tu és o meu violão.
Que esteja morta a solidão.

Então é outro dia e a gente precisa sentir
Que um sem o outro não existe...
Mas os dois juntos de fato
Precisam se 




assumir!





“O fato” – Czar D’alma.


Postar um comentário