Seguidores

2013/03/29

“Sempre do teu lado” – Czar D’alma.


“Sempre do teu lado” – Czar D’alma.





“Sempre do teu lado” – Czar D’alma.




Eu deixo coisas jogadas para trás
Eu ando correndo olhando para os lados
Quase sempre eu me perco te procurando
Mas, quando acordo não lhe vejo nos meus braços




Os dias poderiam ser mais importantes
Eu tenho e deixo os livros na estante
Mas, não entendo por que meu mundo
Foi-se embora em menos do que um instante.

Eu acredito nas pessoas
Eu adormeço em promessas boas
Sendo o tempo que a vida pássa
Eu ainda espero que a vida seja boa...




Não me interrogue por que amo
Não me atrapalhe quando declamo
Os meus dias em ao seu lado...
E é por isso que eu clamo.

Não se sabe o que a vida planeja
Apenas planejei todos os seus beijos
Eu escolho as minhas esquinas
Mas as retas quem escolhe é a própria vida.




Eu que quero gritar o teu nome
Acabo tímido em meu canto
Seja a minha vida um momento
Mas, percebo que tudo ainda é um sonho.

Quero o teu abraço apertado
Quero adormece e acordar
Com o seu corpo e cheiro ao meu lado
Mas, todos esses dias sem você me sinto amaldiçoado.




Eu que quero tanto um grande amor
Ando em meio aos meus amigos num favor
Pra não me viver totalmente isolado...
Por favor, não me tenha por coitado.

Meus braços abertos estão dormentes
Eu quando acordo vejo o seu rosto
Quase sempre em minha mente.
E não me diga que é um mal gosto.




Eu preciso tanto de um sorriso
Pra entender o por quê tudo aconteceu
Eu que ando sempre apenas mesmo comigo
Procuro a minha vida  em teus lábios e isso faz sentido.

Ainda ontem mesmo eu chamei outra pessoa
Com o teu nome em minha boca.
As coisas passam e tudo ao meu redor
Faz-me lembrar dos nossos erros o que é pior.




Qualquer coisa tem seu corpo
Minha mente nunca mente para mim
Mas quando eu me olho no espelho
Te encontro quase sempre dentro aqui.

Faço planos descabidos
E eu choro na frente de meus amigos
Mas quando vem o fim de semana...
Percebo do que a vida fez de mim.




Olha eu que não tenho boas palavras
Calo-me sempre quando ouço o ditado
Que quem ama nessa vida...
Parece um pouco atordoado.

Então a segunda-feira chega e no trabalho
Quero as coisas que não cabem do meu lado
Escolho roupas pra você...
Mas, você não escolhe esse meu jeito apaixonado.




Então olho para os céus e peço a Deus
Um motivo que me dê felicidade...
Mas, seja no campo ou na cidade
Eu só sou feliz quando lhe tenho ao meu lado.

Você quase nunca entende meu pecado
Se peço o teu perdão, tu te calas...
E eu ainda pareço perdido e calado
Porque a minha gratidão será quando um dia




Acordar e adormecer sempre 




do teu lado.




“Sempre do teu lado” – Czar D’alma


Postar um comentário