Seguidores

2013/03/19

“Sete pontos cardeais” – Czar D’alma.


“Sete pontos cardeais” – Czar D’alma






“Sete pontos cardeais” – Czar D’alma.


De que me vale
Essa boca molhada
Se você não vem
Pra beijar.




De que me valem
Os vales, mares e mundos...
Se tu não esta comigo
E não vem neles habitar.

Vou dirimir meus pensamentos
Vou dar fim ao descontentamento
Sofrer apenas por um momento
É já demais pra cabeça aguentar.

De que me vale a velha toalha
O corpo molhado e meu suor.
Se você não vem
Pra me enxugar.




To recolhendo os espinhos
Das flores que lhe dei
Pra que tu pudesses sim.
Quando acordar, sonhar!




To mentindo pros meus medos
To fingindo não ter segredos
Quero contigo ainda
Por um século te amar.

Os rios de meus desejos
Escorrem pelas tuas mãos
Os meus maiores medos
Contigo são o “nada-são”!




Vou gritar e agitar meu gemido
Cada toque suave em sua mão
Que meu corpo pode já dar...

Teus delírios tem meu nome
Tua chaga tem minha aflição
Meu desejo tem teu endereço
E tu ainda diz, ainda não...




Deixa-me roubar teus segredos
Deixa-me eu deixar valer
Essa vida que sem ti
Não sei onde é que vai dar...

Tu és a minha fome
Teu olhar me consome
Sua vida é meu mapa
E isso tudo me consome.




Vou abrir o meu jardim
Recolher flores a mais
Plantar ali seus sete pontos cardeais
Pra que eu não venha te perder jamais.

De que me vale seu sorriso
Quando eu não estou ali pra gozar
Tenho ainda aquele prefixo
Que tu ainda voltas e irá me acordar.




Temos nossa história
E mais sete pontos cardeais
Às vezes, eles mentem
Mas, quase sempre 




ardem demais.





“Sete pontos cardeais” – Czar D’alma.



Postar um comentário