Seguidores

2016/10/30

Quero um amor – Czar D’alma.


Quero um amor – Czar D’alma. 






Quero um amor – Czar D’alma. 



Hoje eu quero um amor
Que sejamos figura e fundo.
Onde um abre a porta
Sem medo das portas dos fundos




Que diga a verdade, mesmo quando ferir
E se ferir  ter bálsamo de amor pra abrir.




Hoje eu quero um amor
Parecido contigo
Com todos os seus medos
Sem medo de nada fazer sentido.




Que esse amor seja transparente
Quando um tiver palavra
Que o outro esteja desta carente.




 Enfrentado os dias de sol e de chuva
Abraçando nossos lutos, vitórias e absurdos.
Acolhendo do vosso bosque as uvas
Pro inverno podermos ter vinho e segredos lúdicos.




Que o amor aconteça
Que a gente não se perca
Quando o ciúme chegar
Estender a página de tudo.




Falar francamente
Abrindo o coração e a mente
Saindo as noites juntos
E dormi de conchinha bem quente.




Eu que quero um amor
Ando comigo, apaixonado por mim
Quero um amor tão sincero
Que não te escondas seus erros enfim.




Mas que o passado não vos apavore
Que a flor do sertão seja algo nobre
Quando não tivermos em nossas festas
Festejarmos por sermos coisas belas.




Eu acabo terminando com um pedido assim
Um amor que seja de verdade, princípio  e fim
Um dia a gente acorda e quando não for amor
Valeu a pena por tudo que existiu sim.




Abrindo a porta quando quiser ir embora
Embora lutar pra nunca nesse hora chegar
A cada momento ser um do outro
E na eternidade sermos apenas saudade.




E quando os anos passarem
Não passará esse amor...
Com gosto dos dias eternos
Que jamais se renderam à dor.




Com certeza de vida
No amor que é de verdade.
Onde muitos esperam





E poucos se entregam na integridade.







Quero um amor – Czar D’alma



Postar um comentário