Seguidores

2011/02/28

Pela Tua Infelicidade

   "Pela  Tua  Infelicidade" 









Pelos dons dos santos
Pela força dos mares
Na neblina das colinas
Da beleza das crianças...

Não vá!

Por tudo que voa
Pelas mariposas felizes
Vaga-lumes, em noites livres
Pelos beijos das meretrizes...

Não saia de mim!

Pela liberdade dos pássaros
Pelos marujos e seus náufragos...
Pelas meninas e suas bonecas...
Pelos mártires e suas petecas

Me faça feliz!

Por um ano mais feliz
Pela moça que, nada diz
Pelos leitores analfabetos
Pelas jogadas dos espertos

Fique comigo!

Pela herança portuguesa
Pelo lido e estio da beleza
Por cada manhã ensolarada
Calada e nua na calçada.

Me faça tua namorada!

Mas se você sair e não mudar
Pode ter certeza, meu garoto...

Amarei com mais beleza

Deitarei-me com mais firmeza

Me entregarei com toda certeza...

Meus amores sorrirão!

Largarei meus desejos nas sarjetas.
 
Cuspirei sua cabeça e fraqueza
 
Lavarei meu corpo de sua malícia
 
Beberei do amado a sua vinha
 
Deleitarei me em meus anseios
 
Vou amamentar o velho pelos seios

Quem me parar que, ganhe um beijo!
 

Mas não quero ser infeliz!
 
Beco e morte e chafariz

Conhaque na cama
 
Com direito
 
Acordar sem usar pijama.

Vou virar a mesa do bar
 
Querendo você

Posso ate mesmo seus amigos
 
Pela noite inteira me sujar.

Acabo com seu traje ridículo
 
Repenso o dogma mais maldito

Quebro a vergonha e saio nua

Acompanho a seu jogo em tua rua.

Mas se você ficar...
 
Serei uma santa novamente.
 
Nunca mais acordar
 
Sem escovar os seus dentes
 
Tampouco revirar seus pertences!



Apenas, Virar pro lado e sempre te amar...


Czar D’alma

Postar um comentário