Seguidores

2011/08/17

E L O G I O

            "Elogio"      








Essa quimera de alma doce
Esse dom de quase ir
Deixando tudo distante
Coisa amarela na estante.


Esse teu olhar que é turvo
Essa tua curva que me encurvo
De onde a mentira ganha seu lucro
E o lindo esta à espreita de ser absurdo


Onde os homens perdem batalhas
Mulheres dominam e são dominadas
Por ternos, gravatas, shorts ou saias
Lá ficará o mundo que nunca se viu...


Quando os meninos perdem a noção
E os adultos em crianças sempre serão
Um nome do fato astuto...
Engodo em nome da razão


Tem dom de aparecer
Mas nunca se vê
Seu dilema é frio
E seu nome predileto...




Elogio!





Czar D’alma 



Postar um comentário