Seguidores

2011/08/18

Em Tempo Amor

           "Em tempo Amor"   




                




O tempo não me deu o ser
Ele aprendeu comigo a ter
Quando pode deixar ver
Nas ondas do invólucro beber


Ela disse que me amava
Comprei lua de romances
Sem caviar, mas com champanhe
Flores e promessas doravante


O tempo não me deu você
Aprendi a lhe conquistar
Sem ter a fama e nem poder
Mas as ondas me dão clichê


Dos beijos seus e do teu batom
Provar até do mundo me esquecer
Querendo a maresia da vida
E adormecendo berço de prazer


Onde os homens vestem adornos
E adornam vaidades com seus cachês
Eu dou a volta por cima, retorno à noite
E afirmo o lima da lâmina que o amor




Em seu tempo há de 



Nascer...






Czar D’alma 




Postar um comentário