Seguidores

2013/02/05

“Arde em mim” – Czar D’alma.

“Arde em mim” – Czar D’alma.
 
 
 
 
“Arde em mim” – Czar D’alma.
 
 
 
Arde em mim o momento de acordar
Em olhar o mundo ao redor, não te encontrar.
Se das coisas percebidas, tu preferisses ao que vim...
Pra te acordar todas as manhãs da maneira que não haja um fim.
 
 
Arde sempre ao olhar os passos dos que passam
Não ter os seus ao lado meu, nem topar-me de ti.
Coisas que vão, momentos que já não são...
E o mundo eu nem sei em que estação.
 
 
Eu tenho coisas guardadas em mim...
Que só pertencem a ti.
Que só pertencem aos tempos que ao seu lado
Sim, um dia fui feliz.
 
 
Arde em mim, cada lembrança que não disse,
Cada carta, cada briga, o mal-estar em estar em lugar algum...
Eu sei que das verdades que vivemos a mentira persiste assim, assim, assim.
Do tamanho da dor, da cor da esperança e da força das marés.
 
 
Arde sim, em mim...
Quando acordas e nem notas.
Qual é a cor de meu vestido, qual é o sabor de meu batom...
Como choro só e só eu sei como é viver sem lhe ter aqui,
 
Arde em mim.
Arde em nós eu percebo que sim.
Quando os dias passam e passamos um pelo outro
E hoje já não sabemos quem somos e o que fomos, enfim.
 
 
 
Arde dentro de minhas lembranças
Corre em minhas lágrimas, sonha com meus pesadelos...
Os momentos que tivemos e os que esperávamos
Até vir alguma coisa de metal chamada desordem
 
 
 
E atropelar você e tirando a vida de mim
E você fora levado pra um paraíso onde só eu entro...
Deito minhas lágrimas, debruço as minhas flores e acordo outra manhã,
Perguntando por que a vida faz assim, tira de quem quer e dá a quem não espera...
 
 
Onde arde em mim, ver uma lápide com sua despedida,
Mas só eu sei quando tu nasceste dentro de mim...
E por isso tudo, a minha alma cálida e frígida grita,
Tu ardes em mim!
 
 
“Arde em mim” – Czar D’alma.
 
 
 
Czar D'alma - Poeta e conservo.
 
 
p.s.; Dedico esse poema à todos que, perderam aqueles que amaram e que,
 
de forma abrupta foram tiradas delas deixando marcas e saudades irreparáveis!

Obrigado por vir AQUI!
 
Meus sentimentos...
 
 
Czar D'alma.
Postar um comentário