Seguidores

2013/03/10

Crônica da mulher - Czar D'alma (retornando em homenagem às mulheres)


 Crônica da Mulher, por Czar D'alma.

"Mulheres lindas e avassaladoras"








Estou há dias pensando sobre este tema!

E o curioso... Pensei nessa mulher! Que é uma mulher única! Uma raridade!


És como um violino em que Beethovem teria ciúmes, ou um piano de Bach!
 

Quem sabe as cordas de Mozart! Mas o que eu sei! “... raridad és mujer!”
 

És mui bela! Encantadora! Dócil! E o que dizer mais? Avião! Ou um cometa?!
 
És uma poesia a beira das vozes de Drumonnd e Quintana! És uma lua numa noite fria entre um casal sem 

roupas em sua própria cama! És cativadora! És ladra! Pois rouba nossa atenção e alma! Me roubares o 

quietamento!

E seu fosse rico! Estaria pobre e nu! 


Por ti! Apenas se me ouvires por um momento!Então quem és! Mujer?
 
Que a noite tu não és minha e de dia estás em minha memória?


Como podes ser tão atrevida que me instigas e me incitas e me deixa longe de minha própria trajetória?
 

Eu só queira saber teu endereço! E te seqüestraria! Mesmo que esse fosse,
 

A minha própria consciência! Te amo! Mujer se és o que queres me leves,
 
Mas senão devolva-me, enquanto puderes! Estou á beira da loucura e no meio do quatrilho! 

À noite eu te amo e dia eu me xingo! 

Mas devolva-me!Apenas se ser infeiz é o que queres! 

Não terás outro altar além de nossa cama!


...De dia será deusa e á noite serás gozo e sussurro...


Com choro e sem drama!





Czar D'alma - Escritor e poeta.

Postar um comentário