Seguidores

2011/04/22

Lágrimas Ao Mar

     "Lágrimas  ao  Mar"  




Quero olhar as ondas do mar
Bater...
O sol e as lágrimas nelas em sal
Se derreter.


Quero olhar as ondas do sal
Saírem sem ao menos me derreterem
Colidir com o meteoro do segredo
Que há em ti, sim, por amor a ti...


Quero me banhar de seu olhar
Em frente a mar, enfim amar
A proposta nossa eterna
Deu fim ao nosso lado fera


Enfim, do mar em sal, me definir
Das lágrimas não vertidas
Deixar aquela carta de amor sem fim
Por tudo que, você fez de si e não de mim...


Colhendo mentiras de vozes loucas
Abrindo latas em meio às cisternas rotas
Vertendo em sangue as milícias tortas
Que caíram do céu, sem amor e sem rota


Mas a vida ainda te nota
Pescando lágrimas...
Junto aos idiotas,
Pelo amor que te venera


E que me enxota!





Czar D’alma   Poeta



Postar um comentário