Seguidores

2011/07/05

Imaginações Infernais

       "Imaginações Infernais"      



           



São dos momentos bons
Das noites com estrelas em plena escuridão
Que bebo das lembranças do amor
Com o peito cheio do seu fragor


São das coisas lidas e das sentidas
Onde eu deito os dias em minha vida
Pra sentir-te em mim, por mais que doa
E seja a minha própria armadilha


Os versos e as frases que roubei de ti
Foram pra suportar a distância tua
E quando a noite em si cair
Poder sorrir.


Ah o lençol não lavo, não
Nem tiro dos lábios o batom
Pra quando a noite cair
Sentir seu coração


Foram dias e noites em seus braços
Minha memória esculpe tudo em retalhos
Das lembranças de minha exaustão
Teu corpo em mim e nem passo mais sabão


Então a noite cai
Você nasce em mim e sai
Eu abro os olhos e não lhe vejo mais


Senão no coração...
Onde todos os erros são pagos
Mas a espera é fatal em meu pulmão
Onde os lírios não nascem mais


E onde eu tiro a roupa, olho as estrelas
E me realizo sempre mais!
Com seu nome em meu corpo
E seu corpo em minhas...




Imaginações infernais!





Czar D’alma


Postar um comentário