Seguidores

2013/02/26

“Por favor, volta pra casa” - Czar D’alma.


“Por favor, volta pra casa” - Czar D’alma






“Por favor, volta pra casa” - Czar D’alma



Parece que não tem mais chance nem vez
Agora eu faço as malas
Me preparo pra sair daqui
Deixar tua vida enfim.




Parece que não é apenas dor
Mas a consumação sem abraço ou flor
Eu preciso sair daqui.

Mesmo quando olhas para mim
Não entendo como tudo se torna em um fim.
Dos momentos que partilhamos...
Não sei o que me arde mais.




Eu preciso sair daqui
Eu preciso respirar e sumir.
Estou preparado pra fica comigo
Deixando o legado que me fora bom e doce abrigo.

Eu vou pra casa
Não entendo mais nada.
As coisas que se foram
Estão nas mãos em migalhas.




Eu estou saindo pra minha casa
Não sei se retorno mais, preciso de tua paz.
Quando estava contigo a vida me dava asas...
O que farei de mim, alma que queima em brasa.

Levo os livros meus; roupas que a solidão sofreu.
Deixo os guardanapos na mesa
A mobília que na memória fica e acesa
Tudo isso aqui dentro de mim.




Eu amo o seu tom
Eu adoro viver ao seu lado
Mas, não quero ser como um irmão.
Preciso saber como é estar do mundo ilhado.




Deixo nossas taças na mesa                                                                                                 
Comparo com a saudade acesa
E eu estou indo pra casa...
Onde eu arderei só, isso me arrasa.




Mas, se você preferiu assim...
Não terei pena de mim.
Eu vou pra minha casa
Achar nas paredes lá como isso se acaba.

Saindo eu estava quando me olhou
Não pude deixar de notar no olhar teu tua lágrima...
Não entendemos bem, como isso veio e vem.
O que se percebe que essa cena em mim em nós, marcou.




Eu escuto tua singela voz me chamar...
Parece querer algo declarar e escuto com fava
Explicas que a vida pode não se boa...
Mas sem nós a vida já não é nada.




Por favor, volta pra casa.





“Por favor, volta pra casa” - Czar D’alma


Postar um comentário