Seguidores

2011/07/09

Dos Corpos

            "Dos Corpos"      



           


Vem cá, me joga
Me bebe e devora
Vem cá e foge
Delira e despe tua sorte


Vem sim, me doma
Declina os corpos
E o circo se monta


Deseja e come
Estende e me envolta a tua mão
Me pega e some
Teu cardápio – Meu nome!


Subimos, descemos, rolamos e fomos
Dos poucos minutos em beijos e trovas
Foi o prelúdio do que meu corpo aprova


Vem sim, de volta
Sua e chora a minha na tua
Desliza e xinga
Some e não minta


Mas quando eu der com a tua pegada
Eu ainda sou a tua menina...


Que bom! Não some
Pois eu sou assim, declarada
E tu és a minha sorte e fazes
Do meu corpo a tua 




Jangada!







Czar D’alma



Postar um comentário