Seguidores

2013/03/07

“Às Mulheres com amor” – Czar D’alma.


 “Às Mulheres com amor” – Czar D’alma






“Às Mulheres com amor” – Czar D’alma



Destilo flores e encontro você
Desatino horizontes pra poder lhe dizer
Que és esfera da perfeição
 De formar o ser é Tua moção.



  
 No ventre tu costuras com o corpo
O próprio dom da vida, um milagre do topo.




Se andas pela avenida até a cala-se a ferida
E onde há a mulher há esperança de vida.
Seja como for tu és o palco e palácio do amor
Quando encontro-te me revelo sedento por tua flor.




As miríades celestiais ainda não lhe desvendam
Quando nasces a mulher o homem logo repensa...
Como não degustar de tanta beleza em natureza
Força de vida e lida perfeita em proposta de linda.




Eu gosto dessa mulher que me faz nascer
Eu amo a mulher e pra contemplar prefiro não ser.
Esse espetáculo de desejo, beldade que afina a viola
Mas, se não a tratas bem, cuidado que, não “rola”!




Que Deus permita sempre a eternidade da mulher
Na mansão dos céus, no jeito de amar foi o criador
Que para amar assim Ele também o é e quer.




Eu quero a mulher chorando de felicidade
Eu desejo da mulher o que ela ainda não fala.
Se canta eu desencanto os meus pés pela rua
Se pretendes entender a perfeição, veja-a nua.




Então é dia da mulher...
Que seja o ano, mês, semana...
E quem é que não quer?




Dos dias que sangra a onda domina
Quando sai de casa sua pele é feminina.
Querendo seu desejo corteje de dia, afeiçoe a tarde
E verás o que a mulher sabe ser de adulta a menina.




Mas não esperes por ela agradecer
Por que quem ganha é quem assiste tal excelência
Quando em quando devora do sabor em amor
Que seja a fonte essa mulher que desflora no leito seu clamor.




Pra que se diz da mulher
Por que quando esta sozinha esta perfeita
Mas, em bons braços esta completa e satisfeita.




Deita, corre, trabalha e não cansa
Quem deseja a mulher deseja a vida
E tem de aprender a entrar 





na dança!





“Às Mulheres com amor” – Czar D’alma



Postar um comentário