Seguidores

2012/01/16

Nem Imaginas

            "Nem Imaginas"  




                          



Você não sabe, nem interessas em saber
Das coisas mais lindas e loucas
E do silêncio que me lembrava lhe ter.



Não imagina a minha dor e solidão
Quando a noite é longa
E distante é a alma do chão.



Quando as ondas lambem meus olhos
Em nome de lágrimas que jazem
O meu nobre coração.


Tu nem sentes o calor
Que fazes em mim ao ouvir tua voz...
Quando os pássaros voam e a minha alma
Decola desse aperto quase em vão.


Por que tudo que és
Sinfonia clara do meu refrão.
Onde há ventos e abraços não.

Pois todos os dias são iguais
Se você não vem ao meu lado
Nem imaginas a faxina que fiz no coração
Pra deixar-me numa noite equilibrado.

Por que meus amigos me chamam
Mas sem você a vida já não é paixão
Apenas uma querela chamada solidão...

De todos os momentos, naqueles que sou
Tu eras a minha companhia e canção...
Mas hoje eu abro os pulmões
E digo em silêncio – te quero!



E você não!


 



Czar D’alma



2 comentários:

vall disse...

CZAR D' adoro suas poesias suas mensagens td vez que vc me manda uma poesia sua parece que está olhando dentro de mim obrigada amigo por vc existir e meus parabéns bjus

Czar D'alma disse...

Olá, Vall, linda amiga!

Como me sinto bem com suas palavras e

por você encontrar nesse vosso espaço,

um lugar que, possas se sentir bem!

Muito Obrigado, querida e por favor...

Volte sempre!

Beijos N'alma & Carpe diem!

Até!