Seguidores

2012/12/24

A Mulher Que Traz O Lenço

 "A Mulher que Traz o Lenço"   -   Czar D'alma  
 
 
 
 
 
 
“A mulher que traz o lenço”
 
Quando a lágrima me acalentava
Ao redor amigos que silenciara
A dor que me adornava calou
Então, nasce um gesto seu.
 
Sombras minhas de quando a solidão grita
Tu me chegas e com teu lenço me aconchegas
A mulher que traz o lenço e cala a lágrima
Ainda esta em meus pensamentos, minha página...
 
Quando em mim eu percebia um fim
Que ao gesto de um lenço teu me consola
São nos teus braços que encontro de fé a profissão
E de enredo a verdade que me acalenta a canção.
 
Eu vi a lágrima calar frente ao lenço da mulher
Enquanto ouvia história de um homem quase-nada
As coisas parecem mentir, mas só os homens têm essa Prada
Pois só o caminho de quem ama veste a nudez que não se alarga.
 
Quando a mulher que traz o lenço dorme na casa
São os versos do poeta que consolam
Enquanto esta ainda não acorda
Ao lado de quem tanto lhe agrada.
 
Czar D’alma - poeta
 

2 comentários:

Antonieta disse...

Parabéns pelo belo blog e pela sensibilidade. Belos poemas

Czar D'alma - poeta Julio Cezar disse...

Olá, Antonieta, linda amiga!

Sua presença e participação nos

honra muito! Muito Obrigado por

enriquecer esse vosso espaço e

saiba que sempre és bem vinda e

volte sempre!

Deixo aqui o meu carinho e

satisfação de poder receber-te aqui!

Muito OBRIGADO sempre e saibas que,

sempre és bem vinda!

Beijos N'alma e carpe diem!

Até!