Seguidores

2019/07/03

Sem Palavras – Czar D’alma.



Sem Palavras – Czar D’alma. 




Sem Palavras 


Rompi com as palavras
Deixei o seu sorriso
Percorrer meus desejos...




Me vesti de felicidade pelo dia
Que pude lhe encontrar em mim.




Os desejos são dos afetos claros
Obscuro é teu medo da junção
Que pode encontrar em nossas mãos.




Do corpo teu fiz um poema
Para suportar a dor de não lhe ter...
Fiz das frases dos nossos enlaces
A razão da loucura de não me perder.




Rompi com os versos longos
Quero a distância menor dos lábios teus
Pra poder dizer dos porquês
Me deslizo, na flagrância de amar, pra ti ser.




Rompi com as palavras...
Para os corpos não mais calarem
O delírio das flores abertas nas manhãs
E no degustar de tua maçã.




Eu sou o riso que não precisas
Mas que aprecias ter...
Se isso não lhe basta  que eu seja
A tua vontade frente a vida e bandejas.




Rompendo com as palavras
Deixamos todo o corpo dizer...
Aquilo que a boca cala,
Mas não cessa de se oferecer.




Amar-te...




Sem Palavras – Czar D’alma.



Nenhum comentário: