Seguidores

2019/02/07

Tal Sessão - Czar D'alma




Tal Sessão  -  Czar D'alma




Tal Sessão  

Sem dor nem cansaço ele chegou ao quarto, 
depois dormiu sonhos de amor que ele conquistara em dias da penúria e do assombro 
e de toda aquela necessidade de verter-se em desejo.




Era puro ou inócua a sua volúpia e quase indolor ao fechar os olhos em sua cama... A sua cama era a distância entre o real e o abstrato.




Trazia na sala de estar um lindo quadro e posto retrato de luz, aguá, sol e turvas cores... sonhava.
Abraçava-se, atrelava-se aos transeuntes e parecia um estrangeiro na própria pátria.




Sua nação era de sombras e solidão.
Seu nome era razão e descuido, quase um som surdo de busca de amor.




O seu nome me trazia e fiava-me em caminhos lúgubres. Enfim depois
De deixar algumas lágrimas, 
palavras, momentos e estações... 




Agradeceu, sorriu,
Limpou o rosto e disse – 




Até a próxima sessão.




Até!




Tal Sessão  -  (Czar D'alma)


.

Nenhum comentário: